Trate bem a sua dor

Por Simone Morais
18 de agosto de 2020

Só você pode mensurar o que sente e aquilo que para o outro pode ser uma bobagem, pode ser algo que dói, te entristece, te deixa fora do foco.

Temos mania de generalizar a dor e a diagnosticarmos como se o antídoto estivesse ali em nossas receitas motivacionais, empíricas ou numa estante de farmácia. O buraco é mais embaixo e a dor é algo que se alastra. Há dias em que a dor quer te impedir de levantar, outros que ela vai te vai te fazer querer fugir, outros simplesmente sumir…

A pergunta é: como você tem tratado sua dor? Com apego? Sem tratamento? Um dia de cada vez? Tratar bem o que te aprisiona não é simplesmente deixar evidente ao mundo que você não está bem. As respostas não serão como esperado e ninguém vai se cuidar por você, ninguém pode estar no seu lugar físico, então vamos à luta!

Conte a um especialista como se sente e deixe ele diagnosticar e prescrever o que você precisa. Fora isso, posso dizer que terapia, muita água e exercícios físicos te ajudarão sempre. É minha única prescrição sobre essa sensação que também é minha. Ah! Gosto de lembrar que expor sua dor de forma subjetiva nas redes sociais não é um bom remédio. A maioria das pessoas te julgará como alguém perdido. E que se danem os julgamentos. Mas é que, se você espera ajuda e compreensão, isso só acontecerá da parte de alguém que te ame a ponto de saber que você está fazendo isso pra não explodir.

Então nada de romantizar e tratar sua dor com estimação, ok? Desapegue dela e busque com toda força que ainda houver a sua cura.  É natural que em alguns dias você queira mais atenção, que você vá se posicionar como vítima, e está tudo bem. Mas não faça disso sua bandeira, porque você é infinitamente maior que ela. Se alimente de fé, da ajuda correta e da convicção de que só você pode tratar bem sua dor.

Deixe seu comentário